16 de jan de 2012

VALE ENFRENTA PROTESTOS EM MOÇAMBIQUE

A Vale – incluída na lista das empresas candidatas ao título de “Pior do Mundo”, a ser conferido pela “Public Eye Awards” - que reúne “ONGs” discutíveis, como a Greenpeace – está enfrentando os protestos dos moradores de Moatize, em Moçambique. A empresa, que explora uma mina de carvão na localidade, desalojou-os de onde moravam, a fim de explorar a jazida, e entregou-lhes novas casas, fora de suas terras, que estão, segundo acusam, em condições precárias. Os manifestantes estão impedindo a circulação de vagões que carregam o produto. Conviria à empresa brasileira buscar uma forma de compensar os desalojados e outros moradores da região, com iniciativas que criassem outros empregos, além dos que oferece nas minas. As atividades agropecuárias, que requerem pouco investimento, seriam uma forma, como já está ocorrendo em outras partes da África, com o concurso da Embrapa. Se as condições aconselhassem, talvez fosse possível estimular o plantio da cana de açúcar e a produção de etanol. A Vale, mesmo privatizada, é uma empresa identificada com o Brasil. Representando o nosso povo, e seus valores, não pode atuar no mundo como qualquer outra multinacional.

Nenhum comentário: