17 de abr de 2012

O QUINTO REI DO BARALHO.



O Rei Juan Carlos caiu em Botsuana, quando caçava elefantes, e fraturou a bacia. O Rei Juan Carlos é presidente de honra da Ong WWW-Adena, que existe para proteger os elefantes da extinção. A caça de elefantes em Botsuana é legal: paga-se 20.000 euros por animal abatido, e se gasta pelo menos mais 30.000 pela viagem. Os gastos do Rei são pagos pelo povo espanhol, que está sendo castigado por medidas de austeridade, com o desemprego acelerado e a redução de despesas sociais. Em lugar de exercer o dever de todos os monarcas, e buscar resolver os graves problemas de seu país, o Rei vai caçar elefantes. Por isso mesmo, o povo começa a perguntar-se se não é melhor ficar apenas com os quatro reis do baralho – e enviar os Bourbón para caçar elefantes na África. Só os monarquistas, como saída, defendem a abdicação do rei e sua substituição pelo filho mais velho, o Príncipe de Astúrias, de cuja inteligência pouco se sabe. Nas vésperas da morte de Franco, quando preparavam a sua substituição por Juan Carlos, dizia-se que ele havia sido condecorado com duas medalhas, uma por idiota, e outra para substituir a primeira, se a perdesse. Está merecendo uma terceira, de igual referência.

Enfim, Juan Carlos é tão útil como um quinto rei no baralho.


Este texto foi publicado também nos seguintes sites:


http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=181189&id_secao=9

http://genaldo40.blogspot.com.br/2012/04/mauro-santayana-juan-carlos-o-quinto.html

http://espnodedo.blogspot.com.br/2012/04/elefantes-e-espanha.html

http://gilsonsampaio.blogspot.com.br/2012/04/o-quinto-rei-do-baralho.html

http://boilerdo.blogspot.com.br/2012/04/o-matador-de-elefantes.html

http://contextolivre.blogspot.com.br/2012/04/o-quinto-rei-do-baralho.html

http://chebolas.blogspot.com.br/2012/04/o-quinto-rei-do-baralho.html

http://hhenkels.blogspot.com.br/2012/04/o-rei-5-roda-por-que-nao-te-calas.html

http://marivalton.blogspot.com.br/2012/04/o-quinto-rei-do-baralho.html

Um comentário:

Anônimo disse...

Reis, príncipes e suas ONGs... sugiro um artigo sobre as do Príncipe Charles, peso pesado do ecologismo estratégico.

O povo tem que abrir os olhos e escrafunchar a vida desses embusteiros reais. Como o Vaticano (e seus bancos...), eles sabem muito bem o que fazem e não pregam prego sem estopa. Tem vasta experiência na arte da enganação e da esperteza.

As íntimas conexões da realeza com os serviços de inteligência, por exemplo, devem ser analisadas, desde a época do John Dee. No mínimo.