3 de nov de 2015

O JOGO E A LITURGIA





(Do Blog) - A carreira política implica certos ritos e sacrifícios.

Homem do povo, conhecedor das virtudes da discrição e da humildade, teria sido mais conveniente, por parte do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, segurar, entre outras coisas, os ímpetos empresariais de seus parentes mais próximos.

Assim, ele teria evitado que seu filho entrasse no campo em que “brilham” outros rebentos, não tão famosos, de lideranças adversárias, que chegaram até mesmo a montar empresas no exterior na época das privatizações, mas que não atraem e, convenientemente, para alguns, nunca atraíram a mesma atenção da Justiça ou da Mídia.

Homem preocupado com a separação entre poder e prosperidade, o ex-presidente uruguaio José Mujica costuma aconselhar quem tem a intenção de enriquecer a manter distância da política, para poder se dedicar plenamente àquele tipo de atividade, que, como o próprio nome indica, é privada, em sua essência e natureza.

Até porque - com muita justiça - como excelente administrador, possuidor de títulos de Doutor Honoris Causa de algumas das melhores universidades do mundo e - assim como outros ex-presidentes brasileiros que receberam milhões da mesma forma - um palestrante bem-sucedido, que tem muito a dizer em áreas que vão, por exemplo, da recomposição das reservas internacionais, à expansão do crédito e do consumo e ao combate à pobreza, Lula teria renda suficiente para cuidar de toda sua família, sem dar a seus inimigos - que não são poucos - a oportunidade de implantar junto à opinião pública factóides sobre si mesmo e sua família, como o de ser dono da FRIBOI, ou de numerosas fazendas cujas escrituras nunca apareceram, sem quase nunca ter reagido, em anos de sórdida campanha, institucional e juridicamente, a esses boatos e mentiras. 

Não importa se o Congresso está cheio de empresários, ou de filhos de empresários, bem ou mal sucedidos, muitos deles processados por suas atividades profissionais ou com problemas na justiça.

Não importa se pode parecer injusto limitar a filhos de operários o acesso ao empreendedorismo, menos quando, como é o caso, trata-se de filhos de operários que também ocuparam o cargo de Presidente da República.

A História implica, para seus protagonistas, uma abordagem estratégica que abarque toda a extensão e a natureza dos acontecimentos que a conformam, em uma determinada época e momento.


Faz parte da visão do estadista - e Lula pode corrigir isso, se quiser, no futuro – evitar certas áreas do tabuleiro, controlando não apenas os bispos e as torres, mas também - sem relaxar e sem benevolência - os peões mais próximos do Rei, para parar de continuar armando, desnecessariamente, os adversários, em uma guerra que é, por muitas vezes, tão cruenta quanto injusta.    

5 comentários:

ELISA BRUM disse...

COM CERTEZA, PARECE QUE O PODER CEGA OS GOVERNANTES PARA O QUE DE MAIS TRIVIAL POSSA PREJUDICÁ-LOS. É DEPOIS QUE SE RETIRAM DE SEUS CARGOS QUE OS INIMIGOS ESCONDIDOS PELOS BAJULADORES DE SEMPRE MOSTRAM SUAS CARAS. LIBERADOS PELA AUSÊNCIA DE REPRESSÃO, COBRAM OS MÍNIMOS ERROS E SAEM ATRÁS DE QUALQUER COISA QUE LHES PAREÇA CONDENÁVEL. E, NA VERDADE, NÃO É DIFÍCIL ACHAR, PRINCIPALMENTE QUANDO OS INIMIGOS CONTAM COM A MÍDIA E O PODER ECONÔMICO AO SEU LADO. QUE SIRVA DE LIÇÃO.

Felipe Vargas Zillig disse...

O comentario sarcastico da rainha beth que mataria dilma e a reação desta de tentar destruir o pt , Lula e tudo que pudesse se confirma , com a atuação de sempre da divisao midiática do tio sam comandada pelo velho agente civita e o fiel escudeiro marinho
dilma vai saindo do embalo do bond da cia , a velha escumlhambou a sessentona dilma do mercado internacionalllll , super espiãaaa , smart dilma , coisa triste de se escutar , e depois dos danos causados a Naçao , ao pt e a Lula mantem o país no imobilismo enquanto frança e eua movem tropas para a Siria , a China corre pela segunda vez um destroyer dos eua , a Russia para de aceitar dolares em transações de petroleo e a atuaçao do Brasil pode fazer muita difereça , que alguem olhe por nós até o MDB de Temer Ulysses assumir

Felipe Vargas Zillig disse...

Santayana gostaria de seu email para lhe mandar uma quase ata do seculo XXI sobre a criacao de um SNS civil até a ordenação do setor e do Campo de Habilidade Mental , continua a prioridade de dick e nós com uma defasagem a ser corrigida o quanto antes
Saudações Patrióticas

Felipe Vargas Zillig disse...

Seis novos textos no Resenhadopipo , a mensagem sobre a criação do SNS se achar muito ousada eu mesmo distribuo as carteiras
Alguma sala com o Renato Cinco , o Jose Jr do Afroregae , um Brasileiro , familia tradicional liberal de Macae' , um da turma de Teresópolis , representantes dos setores q os nomes pertencem , e teríamos um embrião do SNS , pós desmilitarizaçao a Seguridade Alimentar e Social , areas de risco social , passam a ser a prioridade , uma idéia

Felipe Vargas Zillig disse...

Nao me parece q seu comentario se adeque a situacao , os erros de dilma e cunha sao absurdos , as criticas e protestos legitimos , e o globo e a vena hoje sao quase concorrentes da dilma e do cunha
Saudacoes Patrióticas