17 de jul de 2017

O MOMENTO DA VIRADA.



A condenação de Lula sem provas, por um crime que não cometeu - não recebeu, não usufruiu, nunca teve o tal triplex em seu nome - com a argumentação, como nos filmes de ficção científica, vide "A Nova Lei - Minority Report", de que tinha a intenção de  eventualmente praticá-lo - a quase dez anos de prisão e a mais de sete de ostracismo político, precisa servir de alerta final, talvez o mais significativo até agora, antes que se proceda à inexorável entrega do país ao fascismo nas eleições do ano que vem.


O passo dado pelo Juiz Sérgio Moro foi de sutileza paquidérmica, do ponto de vista do desrespeito, desconsideração e desprezo pelo Estado de Direito, e, como já dissemos tantas vezes aqui, já estava sobejamente anunciado.


Tanto quanto o está a condenação de Lula em segunda instância, em prazo eventualmente recorde - como já dá,  espertamente, como favas contadas, certa mídia - se não se estabelecer  prontamente uma estratégia de defesa da democracia, com relação às eleições diretas, ocorram elas em 2018 ou nos próximos meses.
O problema não é partidário.
A grande questão não é o que está ocorrendo com Lula, Dilma e o PT, que, por omissão, excessivas concessões ou falta de planejamento e resposta tática, contribuíram também para que as coisas chegassem onde estão hoje.
O drama do PT e de seus dirigentes é apenas a extremidade exposta do iceberg que pode engolir cada um de nós - do que pode acontecer, "casualmente", com a eventualidade de um fenômeno meteorológico, com qualquer cidadão brasileiro, a partir de agora.    
O Brasil já vive, de fato, uma ditadura, na qual se prende e se condena sem provas, com base no dedurismo generalizado de presos "provisórios-permanentes" que são obrigados a negociar e a delatar enquanto se encontram sob custódia do Estado - e de empresas que, se não fizerem o mesmo, vão à bancarrota - com pesos, medidas e resultados diferentes para cada tipo de delatado.

Desse esquema faz parte a libertação -  para prisão domiciliar - de corruptos comprovados.

E, naturalmente, a condenação de lideranças políticas de certas agremiações - que não receberam dinheiro sujo nem tem conta no exterior - enquanto outras não são detidas, ou servem de distração e de pretexto, na mídia e junto à opinião pública internacional, para justificar o quadro de descalabro jurídico, econômico, estratégico e institucional em que estamos mergulhados.

A defesa da democracia - antes que seja tarde e não se possa mais escapar do arbítrio, das grades e dos porões de um estado jurídico-policial (principalmente policial) que será institucionalizado com sua sagração nas urnas em 2018 - não será alcançada apenas colocando gente na rua ou limitando-se a luta política a uma dimensão partidária e eleitoral.

Até mesmo porque militantes não são coelhos - não se multiplica seu número simplesmente reunindo-os durante certo tempo em algum lugar - e o eleitorado antifascista, principalmente depois do massacre midiático dos últimos anos, vai continuar quantitativamente onde sempre esteve, historicamente, com aproximadamente um terço dos votos nacionais.
A esse terço, matemático, se contrapõe outro, equivalente, em termos numéricos, que se encontra, agora, nas mãos da extrema- direita.

E uma terceira parte,  ignorante,  fisiológica, oportunista do ponto de vista partidário, que  - e é preciso fazer tudo para que isso não ocorra - também tende a pender para direita no segundo turno das próximas eleições.

Na verdade - e há muita gente boa que ainda não entendeu isso - mesmo que Lula seja eleito - caso lhe permitam ser candidato  - sem o convencimento real da maioria da população e uma grande diferença de votos, ele será derrubado, em poucos meses, como aconteceu com Dilma, por uma aliança entre os golpistas de sempre e certa mídia que está fazendo tudo - e tudo fará tudo que puder - para impedir a sua volta ou permanência no Palácio do Planalto. 
Como já nos cansamos de alertar aqui e em outros espaços desde 2013, a batalha de quem se preocupa em defender a Constituição, o Estado de Direito e a Democracia, assim como a da própria eleição futura, tem que ser travada não apenas no asfalto, já ocupado e dividido, quase salomonicamente, com a coxinhada, mas nos corações e mentes da população brasileira, com ênfase na parcela que, apesar de sua falta de informação ou conservadorismo, ainda não cerrou fileiras com o fascismo.

Além do processo político "comum" que transcorrerá na superfície, os neofascistas precisam ser combatidos onde tem tido maior sucesso,  comentário a comentário, site a site, página a página, e, principalmente nos grupos do Whatsapp, com argumentos sólidos, contrapondo-se dados concretos ao seu ódio e à sua ferrenha ignorância, a cada vez que se manifestarem nas redes sociais e nos grandes portais nacionais.
Afinal, já há campanhas presidenciais que estão se desenvolvendo na internet, a rédea solta, de forma cerrada e contínua, há vários meses, enquanto o campo democrático se debate na divisão e na pauta imposta pela Lava Jato e a constante doutrinação e sabotagem da mídia conservadora.

É preciso dizer aos fascistas - fakes ou reais, não interessa de que tipo - que para cada um deles existe pelo menos um brasileiro que pensa diferente - motivado, convincente, racional, mais bem informado,  coerente, consciente, com paciência - se necessário for - para ser tão repetitivo e insistente quanto eles.

E não adiantam desculpas como perda de tempo ou o fato de que não se tem assinatura deste ou daquele "veículo".
Quem quer defender a democracia, que assine os grandes jornais e portais, pois não estará investindo mais do que na proteção do que resta das instituições e na sobrevivência futura - dentro da paz possível - em um país minimamente livre, de sua família.
O que não se pode é abandonar a internet - o maior instrumento de comunicação e de doutrinação já criado pelo homem - ao fascismo, como se fez, tola e irresponsavelmente - e não apenas no Brasil - nos últimos anos.
A grande missão de qualquer cidadão digno desse termo, nesta hora, deve ser a defesa e a restauração da verdade, torcida e vilipendiada pela "história oficial" vigente, montada, contada e recontada por uma plutoburocracia parcial e seletiva, totalmente descompromissada, geopolítica e estrategicamente, com o país, movida pela busca de mais poder e por seus interesses - que no mínimo coincidem com os de nossos concorrentes externos - e vaidade.
Debater com competência, números e fatos, com um adversário na internet pode até não mudar a opinião dele.
Mas arrisca a abalar suas certezas.
E impede que o público "neutro" que está acompanhando a discussão, lendo os comentários, venha a se deixar convencer, sem o benefício e a alternativa de uma segunda opinião, pela argumentação, costumeiramente mendaz e odiosa, dele.
Moro só pôde condenar Lula tranquilamente, da forma como o fez, porque o antilulismo, o antipetismo e o antibolivarianismo - filhos diletos e diretos do anticomunismo tosco, anacrônico e distorcido renascido nos neurônios da nação como um fungo  alucinógeno, contaminante e tumoral, nos últimos tempos - tomaram conta, por meio da rede, de uma massa amorfa e mal informada, confundindo-a e manipulando-a sem nenhum tipo de reação - nem de comunicação, nem jurídica - por parte de quem estava sendo atacado - durante quatro longos anos, implantando na cabeça da população um punhado de incontestados - por não terem sido prontamente respondidos - paradigmas.

Os mais simplistas - e logo, mais fáceis de serem desmontados - são aqueles que dizem que o PT quebrou o país, que foi implantado no Brasil um governo comunista nos últimos 15 anos, e que o PT odeia s Forças Armadas, por exemplo.


Isso, apesar de que o PIB e a renda per capita recuaram, segundo o Banco Mundial, em termos nominais, nos oito anos de FHC e de que as  dividas líquida e bruta serem menores hoje, com relação ao PIB, do que eram em 2002.
De o Produto Interno Bruto ter aumentado , nominalmente, pelo menos três vezes em dólares, nos últimos 15 anos, com relação aos 604 bilhões de dólares do último ano de FHC.
E também de que pagou-se a divida com o FMI em 2005 e desde então, nos governos do PT,  multiplicaram-se por onze as reservas internacionais.

De que, longe de ser comunista, nunca o capitalismo no Brasil cresceu tanto, como na última década e meia, com a explosão dos ganhos do sistema financeiro, daqueles derivados da duplicação da produção agrícola, do aumento das exportações e da expansão do crédito e do consumo.
E de que, quanto à Marinha, ao Exército e à Aeronáutica, em vez de ser contra as Forças Armadas, o PT foi responsável pelo lançamento do maior programa de rearmamento da defesa nacional nos últimos 500 anos, com medidas como a ordem para a construção - em parceria com a França - do primeiro submarino nuclear brasileiro, da nova família de rifles IA2, dos novos caças Gripen NG BR - por meio de acordo com a Suécia - sem falar de aviões cargueiros como o KC-390, de blindados ligeiros como o Guarani, do novo Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, de novos radares e sistemas de artilharia, como o Astros 2020, etc, etc, etc.

Quanto à corrupção, ela existe em qualquer lugar do mundo e deve ser coibida. 

Mas só no Brasil é usada como pretexto para a sabotagem de nossas maiores estatais, como a Petrobras, a Eletrobras e o BNDES, a quebra de nossas maiores empresas, de milhares de acionistas e fornecedores, a destruição de nossos mais importantes - e estratégicos - projetos e programas nas áreas de energia, infraestrutura e defesa, e a eliminação de centenas de milhares, senão milhões, de empregos. 

Além de servir de biombo para o sequestro de valores muito maiores do orçamento público, em sonegação, pagamento dos juros mais altos do mundo ao sistema financeiro privado, e dívidas em impostos que envolvem quantias dezenas de vezes mais altas do se provou ter sido desviado no contexto em Caixa 2 e doações a partidos e candidatos.     

Esses são alguns dos argumentos que deveriam ser passados, democraticamente  à opinião pública que faz uso da internet pelo computador e o celular.
Os links e as informações que os sustentam - se o PT quebrou o país como ainda somos o quarto maior credor externo dos EUA - http://ticdata.treasury.gov/Publish/mfh.txt  ? - que os comprovam encontram-se ao alcance de qualquer um, bastando copiá-los e publicá-los, sempre que possível, no final dos comentários. 
Informações de caráter social são importantes, mas opcionais, no caso do público protofascista, já egoísta e excludente por natureza - que é bombardeado, todos os dias, contra as "bolsas" e o "populismo" "esquerdopata".
O tempo não para - como diria o poeta - e o relógio da História também não se detêm, nem por um átimo.
Segundo a segundo, a cada passo silente, quase imperceptível, do mais fino dos ponteiros, estamos mais perto - e o Brasil mais próximo,  historicamente - da batalha decisiva das novas eleições presidenciais.
A saída de Temer e a eventual ascensão de Rodrigo Maia é pouco mais que irrelevante em termos eleitorais e nada mudará - a não ser para pior - da pauta entreguista e neoliberal em andamento.
O que importa - agora ou no ano que vem - é o próximo pleito.
Basta ler as reações à condenação de Lula na internet para ver onde estão aqueles que podem se levantar contra o autoritarismo.

Trancados, majoritariamente, em seus guetos, expondo, pela enésima vez, uns para os outros, como em um espelho estéril e infinito, sua indignação e perplexidade.

E ninguém apareceu para contestá-lo.    

Se essa ira, justa, diríamos, em muitos pontos, se transformar em força e se derramar para a internet como um todo, a partir desta semana, este poderá ser o momento da virada.

Se, no entanto, continuar contida, restrita e ineficaz, em termos de mudança de jogo - ontem, em comentário em artigo do Estadão no UOL, um sujeito afirmou, sem meias palavras, que, diante dos recursos que existem para que Lula escape à sentença de Moro, "para garantir logo, o melhor seria mandar logo este cabra pra debaixo da terra" e ninguém apareceu para contestá-lo até agora - o momento que estamos vivendo se transformará no marco simbólico da capitulação da liberdade e do direito de defesa, da antecipada rendição da resistência democrática, da prévia e definitiva entrega do país a um tipo de fascismo que, uma vez alçado ao poder, dificilmente irá apear-se dele novamente.

14 comentários:

Luis Armidoro disse...

Prezado Mauro

Sempre leio seus artigos, mas permita-me a ousadia de lhe fazer um reparo: eu sempre (e meus amigos também) escrevo para as seções de comentários dos jornais e das rádios de direita (considero-me progressista), sempre debatendo e contestando reportagens ou opiniões fascistas
Mas os jornais nunca publicam o contraditório, preferindo apenas repetir as bobagens que os leitores (que não são culpados, mas foram aprisionados em um cabresto de ignorância por esta mídia porca que existe no Brasil) berram em seus comentários.
A batalha realmente se dará na internet, mas nas redes sociais

Maria Zelia Wolff disse...

PARABÉNS, caríssimo MAURO SANTAYANA!!!!!!

o POVO NÃO sabe,QUE DEPOIS DE MATAREM LULA, OS PRÓXIMOS SEREMOS NÓS MESMOS,

POIS

NÃO HAVERÁ JUSTIÇA ALGUMA PARA NOS PROTEGER!!!!!!

ACORDE POVO BRASILEIRO!!!! SERÃO SEUS FILHOS QUE SOFRERÃO AS CONSEQUÊNCIAS E
NÃO SOMENTE NÓS!!!!!

Spectron disse...

Parabéns, Mauro Santayana.
A esperança venceu o medo e o que querem neste momento é roubar nossos sonhos de ver o Brasil como um país justo e igualitário. As conquistas do PT sempre foram abafadas pela grande mídia que propaga o ódio contra a esquerda essencialmente aos petistas e exclusivamente contra Lula. Eu tinha certeza desde 1 de janeiro de 2015, em relação ao golpe. Estava convicto de que Lula seria condenado porque a frente do seu processo estava um justiceiro feito juiz, de super star pela mídia (Globo)e pelos movimentos como o Vem Pra Rua. Desejo mais do que ninguém estar enganado mas, acho que dificilmente Lula escapará da condenação por que não acredito na Justiça deste país, por ter sido vítima da dama que deveria tirar a venda dos olhos, por que a mesma ás vezes enxerga o que lhe é conveniente ou em certos momentos se faz de cega. Sempre existiu um conchavo entre os membros da Justiça que funciona como uma ceita onde seus membros são protegidos contra o que acontece com os demais mortais. Ninguém está acima da Justiça então que me apontem um juiz que foi preso; que esteja preso,afastado do cargo e perdeu seus rendimento. Se a esquerda voltar ao poder, deveria, não por vingança mas, por justiça acabar com os privilégios do Judiciário. Esta é uma das grandes questões que deveria fazer parte dos debates nas redes sociais.

mari disse...

Obrigada pelo texto inspirador, querido Santayana. Hoje vi um vídeo da marcha (forçada) dos nazistas derrotados pelas ruas de Moscou e pensei: acabam sempre derrotados. Vou tentar encarar a fascistalha!

Vinicius fg disse...

Aqui se faz , aqui se paga!! Lula está sendo condenado por seus inúmeros crimes, e condenações repletas de provas, Temer tem que ser condenado também, assim como Aécio, Renan, Dilma, e todos os corruptos!

Anônimo disse...

Eles vão tentar impor parlamentarismo para manter Foro Privilegiado, pois não serão reeleitos. Essa batalha não é fácil...

Incluiria citar as leis criadas na era PT. Inclusive o Decreto 8243 da Dilma que não aprovado no Congresso, mas se fosse permitiria que as ruas hoje organizadas tivessem voz jurídica para serem atendidas. O governo atual nao ta nem ai pras ruas. Para o argumento "todos são corruptos": Lula só pode governar depois de sua carta ao povo brasileiro. Que na verdade era para o mercado e para a mídia e principalmente aos políticos. Não se corrompeu, daí não ter provas contra ele. Mas se atacasse diretamente o status quo, não governaria. Mas nao basta dizer. Tem que provar. Como aquele delator que falou a Lula sobre a corrupcao e Lula "ficou quieto". Ou q nao tem provas contra ele é prova que nao corrompeu-se. Tem que achar mais fatos nesse sentido.  Hoje sabemos que se Lula atacasse frontalmente a corrupção... (+).  Usar sentença do Moro. Ali tem itens a favor. Por exemplo leis anticorrupcao e valorização independente da PF e MP. Indicação à PGR. Contra fatos nao ha argumentos e os fakes vão so xingar. Rapidinho eles xingam pois nao terao contra argumentos. E o famoso "o Lula sabia " me ajudem a responder esse. Ê o mais usado por aí afora. Talvez: ele morreria se atacasse a corrupção? Colocou Dilma lá e ela estava secando essa fonte? Histórico de pedaladas fiscais e pautas bombas pra não deixar governar.  Citar quais as pautas bombas. Citar as ações de Dilma para tentar manter a economia e governar. Fatos ....   desafio a todos nós a criar respostas para cada argumento daqueles que sao 60 % de rejeição.
-Explicar investir em portos em Cuba?
-Explicar Gastos em outros países?
-Transformar o país em comunismo?
-Certeza que temos explicações para esses itens ...
-Essa pesquisa tem que ser ampliada para termos respostas para tudo que eles alegam. Ou a batalha será menos vigorosa. Só assim podemos combater o bom combate.
Como está hoje as notas das agências de classificação de risco. Isso é que importa. E não manobras internas para ludibriar que está tudo bem...
Divulgar links de esquerda.

Divulgar os retornos do PT e as consequências do que tem hoje:

1. Destruíram a indústria naval,
2. Indústria bélica,
3. Plataformas de petróleo,
4. A indústria da construção civil,
5. PETROBRAS,
6. Indústria nuclear,
7. A logística brasileira,
8. A dona Marisa e o Teori...Almirante Othon
9. Diretores da Odebrecht, jornalistas e blogueiros tiveram suas vidas arrasadas.
10. O emprego dos que estão lendo esta postagem,
11. Teus direitos laborais,
12. Pequenos empresários quebrados
13. Saúde, Educação congelados.
14. Salário mínimo desvinculado do PIB
15. A tua aposentadoria... Teu futuro.
16. A DEMOCRACIA.
17. FIM DA CLT
18. O Agronegócio.
19. 20 % do PIB brasileiro,
20. Fecharam as 10 maiores empreiteiras do Brasil (quiçá do mundo)
21. Terceirização e seus 2 milhões de desempregados em menos de um ano,
22. Demissões em massa para recontratar pela metade do salário
23. Volta do trabalho escravo
24. Matança de índios
25. Acabou o conteúdo Nacional
26. Empresas estrangeiras tomam o lugar do trabalhador brasileiro
27. Transferência do FGTS p/ banca privada.
28. 25% do BRASIL A VENDA

maria celeste cirqueira córdova disse...

Excelente, Mauro! De uma lucidez sem tamanho sua análise e me dói esse sentimento de fim de festa de parcela da sociedade brasileira. É preciso sair dessa apatia ontem. Deixar de agir como se fôssemos devedores de algo, quando só defendemos um país menos desigual, com garantia mínima de acesso e à efetivação de direitos!

Tadeu Cotta disse...

Como é que um Congresso tão desqualificado pode dar um golpe com tanta facilidade?
Como é que um punhado de governantes tão espertalhões podem tornar o Brasil refém de tantas traições?

Anônimo disse...

Eles vão tentar impor parlamentarismo para manter Foro Privilegiado, pois não serão reeleitos. Essa batalha não é fácil...

Incluiria citar as leis criadas na era PT. Inclusive o Decreto 8243 da Dilma que não aprovado no Congresso, mas se fosse permitiria que as ruas hoje organizadas tivessem voz jurídica para serem atendidas. O governo atual nao ta nem ai pras ruas. Para o argumento "todos são corruptos": Lula só pode governar depois de sua carta ao povo brasileiro. Que na verdade era para o mercado e para a mídia e principalmente aos políticos. Não se corrompeu, daí não ter provas contra ele. Mas se atacasse diretamente o status quo, não governaria. Mas nao basta dizer. Tem que provar. Como aquele delator que falou a Lula sobre a corrupcao e Lula "ficou quieto". Ou q nao tem provas contra ele é prova que nao corrompeu-se. Tem que achar mais fatos nesse sentido.  Hoje sabemos que se Lula atacasse frontalmente a corrupção... (+).  Usar sentença do Moro. Ali tem itens a favor. Por exemplo leis anticorrupcao e valorização independente da PF e MP. Indicação à PGR. Contra fatos nao ha argumentos e os fakes vão so xingar. Rapidinho eles xingam pois nao terao contra argumentos. E o famoso "o Lula sabia " me ajudem a responder esse. Ê o mais usado por aí afora. Talvez: ele morreria se atacasse a corrupção? Colocou Dilma lá e ela estava secando essa fonte? Histórico de pedaladas fiscais e pautas bombas pra não deixar governar.  Citar quais as pautas bombas. Citar as ações de Dilma para tentar manter a economia e governar. Fatos ....   desafio a todos nós a criar respostas para cada argumento daqueles que sao 60 % de rejeição:
-Explicar Fórum de São Paulo;
-Explicar investir em portos em Cuba;
-Explicar Gastos em outros países;
-Transformar o país em comunismo?
-Certeza que temos explicações para esses itens ...
-Essa pesquisa tem que ser ampliada para termos respostas para tudo que eles alegam contra o PT. Ou a batalha será menos vigorosa. Só assim podemos combater o bom combate.
Como está hoje as notas das agências de classificação de risco. Isso é que importa. E não manobras internas para ludibriar que está tudo bem...
Divulgar links de esquerda.

Divulgar os retornos do PT e as consequências do que tem hoje:

1. Destruíram a indústria naval,
2. Indústria bélica,
3. Plataformas de petróleo,
4. A indústria da construção civil,
5. PETROBRAS,
6. Indústria nuclear,
7. A logística brasileira,
8. A dona Marisa e o Teori...Almirante Othon
9. Diretores da Odebrecht, jornalistas e blogueiros tiveram suas vidas arrasadas.
10. O emprego dos que estão lendo esta postagem,
11. Teus direitos laborais,
12. Pequenos empresários quebrados
13. Saúde, Educação congelados.
14. Salário mínimo desvinculado do PIB
15. A tua aposentadoria... Teu futuro.
16. A DEMOCRACIA.
17. FIM DA CLT
18. O Agronegócio.
19. 20 % do PIB brasileiro,
20. Fecharam as 10 maiores empreiteiras do Brasil (quiçá do mundo)
21. Terceirização e seus 2 milhões de desempregados em menos de um ano,
22. Demissões em massa para recontratar pela metade do salário
23. Volta do trabalho escravo
24. Matança de índios
25. Acabou o conteúdo Nacional
26. Empresas estrangeiras tomam o lugar do trabalhador brasileiro
27. Transferência do FGTS p/ banca privada.
28. 25% do BRASIL A VENDA

Anônimo disse...

Eles vão tentar impor parlamentarismo para manter Foro Privilegiado, pois não serão reeleitos. Essa batalha não é fácil...

Incluiria citar as leis criadas na era PT. Inclusive o Decreto 8243 da Dilma que não aprovado no Congresso, mas se fosse permitiria que as ruas hoje organizadas tivessem voz jurídica para serem atendidas. O governo atual nao ta nem ai pras ruas. Para o argumento "todos são corruptos": Lula só pode governar depois de sua carta ao povo brasileiro. Que na verdade era para o mercado e para a mídia e principalmente aos políticos. Não se corrompeu, daí não ter provas contra ele. Mas se atacasse diretamente o status quo, não governaria. Mas nao basta dizer. Tem que provar. Como aquele delator que falou a Lula sobre a corrupcao e Lula "ficou quieto". Ou q nao tem provas contra ele é prova que nao corrompeu-se. Tem que achar mais fatos nesse sentido.  Hoje sabemos que se Lula atacasse frontalmente a corrupção... (+).  Usar sentença do Moro. Ali tem itens a favor. Por exemplo leis anticorrupcao e valorização independente da PF e MP. Indicação à PGR. Contra fatos nao ha argumentos e os fakes vão so xingar. Rapidinho eles xingam pois nao terao contra argumentos. E o famoso "o Lula sabia " me ajudem a responder esse. Ê o mais usado por aí afora. Talvez: ele morreria se atacasse a corrupção? Colocou Dilma lá e ela estava secando essa fonte? Histórico de pedaladas fiscais e pautas bombas pra não deixar governar.  Citar quais as pautas bombas. Citar as ações de Dilma para tentar manter a economia e governar. Fatos ....   desafio a todos nós a criar respostas para cada argumento daqueles que sao 60 % de rejeição:
-Explicar Fórum de São Paulo;
-Explicar investir em portos em Cuba;
-Explicar Gastos em outros países;
-Transformar o país em comunismo?
-Certeza que temos explicações para esses itens ...
-Essa pesquisa tem que ser ampliada para termos respostas para tudo que eles alegam contra o PT. Ou a batalha será menos vigorosa. Só assim podemos combater o bom combate.
Como está hoje as notas das agências de classificação de risco. Isso é que importa. E não manobras internas para ludibriar que está tudo bem...
Divulgar links de esquerda.

Divulgar os retornos do PT e as consequências do que tem hoje:

1. Destruíram a indústria naval,
2. Indústria bélica,
3. Plataformas de petróleo,
4. A indústria da construção civil,
5. PETROBRAS,
6. Indústria nuclear,
7. A logística brasileira,
8. A dona Marisa e o Teori...Almirante Othon
9. Diretores da Odebrecht, jornalistas e blogueiros tiveram suas vidas arrasadas.
10. O emprego dos que estão lendo esta postagem,
11. Teus direitos laborais,
12. Pequenos empresários quebrados
13. Saúde, Educação congelados.
14. Salário mínimo desvinculado do PIB
15. A tua aposentadoria... Teu futuro.
16. A DEMOCRACIA.
17. FIM DA CLT
18. O Agronegócio.
19. 20 % do PIB brasileiro,
20. Fecharam as 10 maiores empreiteiras do Brasil (quiçá do mundo)
21. Terceirização e seus 2 milhões de desempregados em menos de um ano,
22. Demissões em massa para recontratar pela metade do salário
23. Volta do trabalho escravo
24. Matança de índios
25. Acabou o conteúdo Nacional
26. Empresas estrangeiras tomam o lugar do trabalhador brasileiro
27. Transferência do FGTS p/ banca privada.
28. 25% do BRASIL A VENDA

Afonso disse...

E triste isso. Vinícius, como milhões de desinformados, falam em " condenações repletas de provas". Ou seja, a globo e todo o resto da mídia desonesta convenceram as pessoas de que Lula é o demônio. Pq? condenações repletas de provas se até agora o que se tem no papel é um monte de baboseiras de um imbecil chamado mouro?

RICARDO CARDOSO disse...

Estamos juntos nessa batalha! Vamos de mãos dadas.
Maos Dadas
Carlos Drumond
"Não serei o poeta de um mundo caduco
Também não cantarei o mundo futuro
Estou preso à vida e olho meus companheiros
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças
Entre eles, considero a enorme realidade
O presente é tão grande, não nos afastemos
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história
Não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela
Não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida
Não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins
O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes
A vida presente"

Carlos Correia disse...

Sou grato ao meu Senhor, jesus, p/esperança concreta de futuro em restaurada por um homem do potencial intelectual, caráter impecável e patrióticos do circunspecto
i. dr.MAURO.É uma norteadora liderança, faz com maestria a leitura da realidade brasileira, que é procuro adotar cada uma delas como premissas na minha luta ideológica contra o golpe que o Brasil sofreu. Vida longa ao mestre. Gostaria de saber se mestre acena positivamente p/um cenário do futuro próximo sem o PT e o lulismo, pois, acredito no brasileiro não em populismo mas em projeto progressista sustentável que consigo ver claramente nas linas das cronicas que veicula.
Deus o abençoe!

ADRLMO RIBEIRO DA SILVA disse...

Inúmeros crimes jamais provados e condenações repletas de provas que nunca aparecem; processos conduzidos por juiz ostensivamente partidário ordinária e escancaradamente exibindo-se com adversários do réu, adversários esses repetidamente apanhados no cometimento de ilícitos e blindados pela mesma mídia que, ao mesmo tempo em que confessava o patrocínio de um golpe de estado, urdia e premeditava novo golpe, etc, etc, etc...
Sem dúvida, é preciso lutar e lutaremos. Mas mentes impregnadas de ódio são terreno onde jamais brotará a razão e que, espero, componha a minoria que se sente vitoriosa até com a destruição de seu próprio futuro.