6 de jan de 2016

O ESTADO DE DIREITO E O ESTADO DE DIREITA






É curiosa a situação que vive hoje o Brasil.

Estamos em plena vigência de um Estado de Direito?

Ou de um “estado” de direita, que está nos levando, na prática, a um estado de exceção?

Afinal, no Estado de Direito, você tem o direito de ir e vir, de freqüentar um bar ou um restaurante, ou desembarcar sem ser incomodado em um aeroporto, independente de sua opinião.

No estado de direita, você pode ser reconhecido, insultado e eventualmente agredido, por um bando de imbecis, na saída do estabelecimento ou do avião.

No Estado de Direito, você pode cumprimentar com educação o seu vizinho no elevador, desejando-lhe um Feliz Ano Novo.

No estado de direita, você tem grande chance de ouvir como resposta: “tomara que em 2016 essa vaca saia da Presidência da República, ou alguma coisa aconteça com essa cadela, em nome do Senhor.”

No Estado de Direito, você pode mandar “limpar” o seu computador com antivírus quando quiser.

No estado de direita, você pode ficar preso indefinidamente por isso, até que eventualmente confesse ou invente alguma coisa que atraía o interesse do inquisidor.

No Estado de Direito, você tem direito a ampla defesa, e o trabalho dos advogados não é cerceado.

No estado de direita,    quebra-se o sigilo de advogados na relação com seus clientes.

No Estado de Direito, a Lei é feita e alterada por quem foi votado para fazer isto pela população.

No “estado” de direita, instituições do setor público se lançam a promover uma campanha claramente política – já imaginaram a Presidência da República colhendo assinaturas na rua para aumentar os seus próprios poderes? – voltada para a aprovação de um conjunto de leis que diminui – em um país em que 40% dos presos está encarcerado sem julgamento -  ainda mais as prerrogativas de defesa dos cidadãos.

No Estado de Direito, você é protegido da prisão pela presunção de inocência.

No estado de direita, inexistem, na prática, os pressupostos da prisão legal e você pode ser detido com base no “disse me disse” de terceiros; em frágeis ilações; do que “poderá” ou “poderia”, teoricamente, fazer, caso continuasse em liberdade; ou subjetivas interpretações de qualquer coisa que diga ao telefone ou escreva em um pedaço de papel - tendo tudo isso amplamente vazado, sem restrição para a “imprensa”, como forma de manipulação da opinião pública e de chantagem e de pressão.  

No Estado de Direito, você pode expressar, em público, sua opinião.

No estado de direita, você tem que se preocupar se alguém está ouvindo, para não ter que matar um energúmeno em legítima defesa, ou “sair na mão”.

No Estado de Direito, os advogados se organizam, e são a vanguarda da defesa da Lei e da Constituição.

No estado de direita, eles deixam agir livremente – sem sequer interpelar judicialmente - aqueles que ameaçam a Liberdade, a República e os cidadãos.

No Estado de Direito, membros do Ministério Público e da Magistratura  investigam e julgam com recato, equilíbrio, isenção e discrição.

No estado de direita, eles buscam a luz dos holofotes, aceitam prêmios e homenagens de países estrangeiros ou de empresas particulares, e recebem salários que extrapolam o limite legal permitido, percebendo quase cem vezes o que ganha um cidadão comum.

No Estado de Direito, punem-se os corruptos, não empresas que geram riquezas, tecnologia, conhecimento e postos de trabalho para a Nação.

No estado de direita, “matam-se” as empresas, paralisam-se suas obras e projetos, estrangula-se indiretamente seu crédito, se corrói até o limite o seu valor, e milhares de trabalhadores vão para o olho da rua, porque a intenção não parece ser punir o crime, mas sabotar o governo e destruir a Nação.

No Estado de Direito, é possível fazer acordos de leniência, para que companhias possam continuar trabalhando, enquanto se encontram sob investigação.
No estado de direita, isso é considerado “imoral”.

Não se pode ser leniente com empresas que pagam bilhões em impostos e empregam milhares de pessoas, mas, sim, ser mais do que leniente com bandidos contumazes e notórios, com os quais se fecha “acordos” de “delação premiada”, mesmo que eles já tenham descumprido descaradamente compromissos semelhantes feitos no passado com os mesmos personagens que conduzem a atual investigação.      

No Estado de Direito, existe liberdade e diversidade de opinião e de informação.

No estado de direita, as manchetes e as capas de revista são sempre as mesmas, os temas são sempre os mesmos, a abordagem é quase sempre a mesma, o lado é sempre o mesmo, os donos são sempre os mesmos, as informações e o discurso são sempre os mesmos, assim como é sempre a mesma a parcialidade e a manipulação.

No Estado de Direito você pode ensinar história na escola do jeito que a história ocorreu.

No estado de direita, você pode ser acusado de comunista e perder o seu emprego pela terceira ou quarta vez.

No Estado de Direito você pode comemorar o fato de seu país ter as oitavas maiores reservas internacionais do planeta, e uma dívida pública que é muito menor que a dos países mais desenvolvidos do mundo.

No estado de direita você tem que dizer que o seu país está quebrado para não ser chamado de bandido ou de ladrão.

No Estado de Direito, você pode se orgulhar de que empresas nacionais conquistem obras em todos os continentes e em alguns dos maiores países do mundo, graças ao seu know-how e capacidade de realização.

No estado de direita, você deve acreditar que é preciso quebrar e destruir todas as grandes empresas de engenharia nacionais, porque as empresas estrangeiras – mesmo quando multadas e processadas por tráfico de influência e pagamento de propinas em outros países – “não praticam corrupção.” 

No Estado de Direito você pode defender    que os recursos naturais de seu país fiquem em mãos nacionais para financiar e promover o desenvolvimento, a prosperidade e a dignidade da população.

No estado de direita você tem que dizer que tudo tem que ser privatizado e entregue aos gringos se não quiser arrumar confusão.

No Estado de Direito, você pode defender abertamente o desenvolvimento de novos armamentos e de tecnologia para a defesa da Nação.

No estado de direita, você vai ouvir que isso é um desperdício, que o país “não tem inimigos”, que as forças armadas são “bolivarianas”, que o Brasil nunca vai ter condições de enfrentar nenhum país poderoso, que os EUA, se quiserem, invadem e ocupam isso aqui em 5 minutos, que o governo tem que investir é em saúde e educação.      

No Estado de Direito, é crime insultar ou ameaçar, ou acusar, sem provas, autoridades do Estado e o Presidente da República.

No estado de direita, quem está no poder aceita, mansamente, cotidianamente, os piores insultos, adjetivos, acusações, insinuações e mentiras, esquecendo-se que tem o dever de defender a Democracia, a liturgia do cargo, aqueles que o escolheram, a Nação que representam e teoricamente, comandam, e a Lei e a Constituição.   

No Estado de Direito, você pode interpelar judicialmente quem te ameaça pela internet de morte e de tortura ou faz apologia de massacre e genocídio ou da quebra da ordem institucional e da hierarquia e da desobediência à Constituição.

No estado de direita, muita gente acha que “não vale a pena ficar debatendo com fascistas” enquanto eles acreditam, fanaticamente, que representam a maioria e continuam, dia a dia, disseminando inverdades e hipocrisia e formando opinião.

No Estado de Direito você poderia estar lendo este texto como um jogo de palavras ou uma simples digressão.


No estado de direita, no lugar de estar  aqui você deveria estar defendendo o futuro da Liberdade e dos seus filhos,   enfrentando, com coragem e informação, pelo menos um canalha por dia no espaço de comentários – onde a Democracia está perdendo a batalha - do IG, do Terra, do MSN, do G1 ou do UOL.

24 comentários:

Água Tônica disse...

Perfeito!

titus disse...

Grande Mauro,
Esse e o texto para se enviar ao congresso nacional, para ilustrar aqueles retardados vendedores de patria...e atodas as escolas do pais
Perfeito exemplo de pensamento logico e sensato!!

abs titus...

Anônimo disse...

A chamada foi ouvida, e por mim praticada todos os dias!!!

Paulo disse...

A Suprema Corte dos EUA fixaram um princípio: o direito de defesa de um acusado tem precedência sobre os direitos de investigação do estado.
Os homens de preto da justiça tupiniquim ignoram esse princípio

Anônimo disse...

Prezado Mauro, no Estado de Direito, muito provavelmente o iG, o Terra, o MSN, o G1 ou o UOL publicariam voluntariamente ou seriam instados judicialmente a publicar réplicas aos absurdos que divulgam. Entretanto, no estado da direita, publicam o que querem e bem entendem como coincidentes aos seus interesses. Portanto, de nada adianta escrever comentários nesses sítios, pois serão censurados. O que deveria haver, isto sim, seria um canal de comunicação forte, que ocupasse todas as mídias, diário e de abrangência nacional, que propagasse ideias progressistas e rejeitasse o obscurantismo. Deveríamos cavar nossa própria trincheira, resistir, e a partir dela, passar ao ataque. O que falta é a unidade das esquerdas e dos progressistas. Grato por sua atenção, Marco Aurélio

MartinhaMendes Santos disse...

Perfeito esse artigo!! Serve, principalmente, para nos chamar para a realidade da situação! Um abraço!!

RICARDO CARDOSO disse...

Irretocável!! Textos como esse é que dão forças psicológicas para continuar lutando pela democracia e pela soberania nacional. Contra o senso comum e a ignorância prepotente.
Divulgarei o máximo que puder. Se fosse possível propagaria "nas escolas, nas ruas, campos, construções"!

Abigail Pereira Nunes Guerry disse...

Mauro: acho que seu texto deveria ser dividido em diversas chamadas. A cada dia um contraposição, Deixar dois dias para ela ser debatida e depois passar a segunda contraposição. Assim até a última, de forma seriada e continua. No final fazer uma avaliação geral
dos comentários e ver o que foi apreendido e compreendido. Se o resultado não for satisfatório, recomeçar a serie outra e outra vez até que as pessoas aprendam a refletir.
O que falta no Brasil e nos brasileiros, em geral, é a capacidade de pensar e chegar as suas próprias conclusões. Quem sabe assim consigamos viver algum dia num pais de direito!

Anônimo disse...

Prezado Marco Aurélio,

Meu nome é Roberto.

Desculpe, mas você está muito enganado.

Para obrigar o moderador a publicar seu comentário sem alteração é simples:

1 - Escreva o seu comentário.

2 - Ante de postá-lo, use uma ferramenta de captura de tela - o windows tem uma que se parece com uma tesoura e dá para abrir em um segundo - para salvar o seu comentário, identificando, pelo layout característico, a página.

3 - Se demorar para sair o comentário, envie ao moderador outro comentário, com o seguinte texto:

Senhor moderador, fiz um print do meu comentário, e, como nele não consta nenhum palavrãpo, nem insulto, estou aguardando a sua publicação, sem alteração e no prazo normal de avaliação. Caso contrário, encaminharei o print do meu comentário identificando IP e a página de vcs, e a hora, para o Ministério Público, com queixa de quebra de isonomia no tratamento dos visitantes desta página e tentativa de censura e cerceamento de liberdade de expressão e opinião.

Pode ter certeza que o comentário será publicado,.Comigo funciona em 100% dos casos.

Dizer que tem que fazer assinatura é desculpa também.

]No Terra, no IG, no UOL, no MSN não precisa fazer assinatura para comentar, por exemplo.

No G1 da Globo é possível dar like (apoiar ou desapoiar um comentário) sem ter que se cadastrar ou assinar também.

Há também, basta procurar, lugares na internet, como o GMX, onde é possível fazer uma conta de e-mail sem enviar nenhum dado.

Anônimo disse...

Não dá para entender esta desesperada defesa das "esquerdas". Há uma ampla evidencia de que NENHUM sistema de "esquerda", "socialista" ou "comunista" tenha dado certo em qualquer lugar do planeta. Somente se viu e ve miseria, corrupção e ausencia de progresso em qualquer lugar que tenha ou tem um regime esquerdista no poder. Somente o capitalismo pode proteger os pobres e inocentes do controle ineficiente e predador do socialismo. Apontem um unico sucesso do socialismo, no tempo e no espaço!!

Anônimo disse...

Ao anônimo aí de cima: em nenhum momento o autor do texto se referiu a esquerdas. Apenas à Democdracia e a LIberdade. de um lado, e à direita e ao fascismo, do outro.

Mas, respondendo à pergunta, "apontem um unico sucesso do socialismo, no tempo e no espaço!!, poderíamos começar pelos seguintes?


1 – Tirar países como a Rússia e a China da Idade Média, transformando-os em potências atômicas, militares e espaciais em algumas décadas, por exemplo.

2 – Vencer o nazismo na Segunda Guerra Mundial, por exemplo.

3 – Servir de modelo a outros povos na conquista de melhores condições de vida para os trabalhadores – sem o socialismo, e a luta de povos e de lideranças, não haveria direitos mínimos como jornada de 44 horas, proibição do trabalho infantil, décimo-terceiro, férias remuneradas, etc.

Ou o ilustre anônimo acima acha que quem lutou por isso, ao longo da História, sendo perseguidos, presos, torturados, assassinados, foram os capitalistas?


João Batista Lima disse...

Sr. Anônimo. O autor do texto não se referiu à esquerda, comunismo, socialismo ou capitalismo. O mesmo se referiu às liberdades democráticas que são sempre destruídas nos "estados de direita". Agora se o Sr. acha que estado de direita, ao contrário de estado de direito, é capitalista, então o capitalismo está muito mal e não precisa de nenhuma comparação com os sistemas socialistas.

João Batista Lima disse...

Sr. Anônimo, o autor não se referiu a socialismo, comunismo ou capitalismo. Referiu-se às liberdades democráticas que são sempre destruídas nos "estados de direita". Entretanto se o Sr. acredita que defender liberdades democráticas é coisa de comunista ou socialista e é anti-capitalista, o capitalismo tá muito mal e não deveria ser defendido, a não ser por fascistas contumazes, o que eu acho que não é o caso. Mas, independente dos erros das tentativas de experiências socialistas, muitos dos direitos conquistados pelo trabalhadores nos países capitalistas não foram dádivas dos capitalistas. Foram conquistados a ferro e fogo por lutadores e guerreiros que defendiam e ainda defendem o socialismo. Muitos foram torturados e assassinados pelos capitalistas. Parte das conquistas também se deu devido ao medo dos capitalistas frente ao progresso nos países socialistas no seu início. Hoje o mundo todo é capitalista e eu não vejo nenhum vislumbre que esse sistema trará bem estar para todos os habitantes do planeta. Ao contrário, a crise atual do sistema está levando milhões de trabalhadores ao desespero na grande maioria dos países desenvolvidos do mundo. Afinal como é possível promover bem-estar para todos quando 1% da população detém um pouco mais de 50% da riqueza do mundo? Quem defende esse sistema hoje, independentemente de ser socialista ou comunista, ou pertence ao 1% ou é burro.

Roberto Machado Cassucci Cassucci disse...

Olá! Boa noite a todos os seguidores/leitores... Mais uma vez, o senhor Mauro Santayana, nos brinda com um brilhante texto, tão eloquente quanto pertinente, ao explicitar a absurda inversão de valores, que ora vêm regendo as relações em nossa sociedade... Um ótimo texto, a ser devidamente compartilhado!!!
Também, muito apreciável, o nível dos ¨comments¨ postados... mesmo o anônimo capitalista, pronunciou-se muito educadamente, embora, de forma ¨errônea¨ ou ¨enganadamente¨... Claro, sob a Minha humilde opinião...

Francisco Diniz disse...

Excelente texto, todos tinha que ler e refletir sobre o que estamos vivendo neste momento no país.

Anônimo disse...

O capitalismo permite a concorrencia e promove o esforço individual, esforço esse que leva ao beneficio de todos - as pessoas tem ar condicionado, carros, celulares, televisoes, etc porque uns poucos os inventaram, investiram e trabalharam duro. O capitalismo permite que os poucos que são inventivos tenham a liberdade de inventar, seja por curiosidade cientifica ou por pura vontade de enriquecer. Aos pobres, aos enfermos, aos desvalidos, aos preguiçosos, aos vagabundos, etc as invençoes de poucos permitem uma melhor qualidade de vida, como minimo.

Agora, o socialismo acaba com a inventividade, distribue a miseria e permite somente o enriquecimento dos "comissarios do povo", "sindicatos", "corruptos associados ao poder", etc.

Podem copiar e colar quantos textos marxistas voces queiram, mas a realidade é uma somente. O socialismo somente distribue a miseria e acaba, como diziam e dizem muitos, quando o dinheiro dos outros acaba

Wanderley Medeiros disse...

Que espetáculo de texto! Tanto é, que para os apoiadores do Estado de direita, não há o que contra argumentar e ninguém se atreveu entrar para chigar. Estamos tendo uma prova recente do clássico Estado de direito x Estado de direita, que é a lei direito de resposta. A reação da imprensa fascista é afirmar que a democracia está sendo ameaçada, democracia deles e para eles melhor dizendo.

Anônimo disse...

Pois é, Seo Anônimo, deve ser por isto, que o ar condicionado, carros, celulares, televisões, etc que alguns poucos inventaram, segundo você diz, são todos fabricados, hoje, ou tem pelo menos a maioria das peças feitas em um país socialista, a China, onde só existe um partido, o comunista. O socialismo, que segundo você acaba com a inventividade, faz com que sejam chineses, hoje, os maiores cientistas, por trás das maiores inovações, mesmo no Ocidente. Deve ser por isso, porque o socialismo não tem tecnologia, que os russos foram os primeiros a colocar um satélite no espaço, o primeiro animal a entrar em órbita foi a cadela Laika, o primeiro homem a entrar em órbita era de um país socialista, o cosmonauta Yuri Gagarin, e foi a superioridade industrial soviética, com invenções como os blindados T-34, e o rifle de assalto AK-47, que venceram a Alemanha Nazista na Segunda Guerra Mundial.

sydney monteiro disse...

O autor tem que ver que, para se curar um câncer, temos que ser medicado com um tratamento adequado, e não com tratamento para resfriado. Nós já estamos solapados com estes personagens mirabolantes os quais o autor esquerdista, apesar de não confirmar, tenta imputar uma decência.
Eu tenho mais moral que todos estes personagens criados pelo autor. Por este motivo ei vaio,eu xingo, esbravejo dentro de meus direitos e, continuarei assim, doa à quem doer.

Anônimo disse...

Que personagens "criados" pelo autor? Cite um personagem no texto. Doa a quem doer? Então compra uma boa pomada parta doer menos e vai caçar uma rola, Jênio !

Anônimo disse...

Quanta hipocrisia neste texto. É evidente que o povo não aguenta mais esta esquerda que está no poder.
Dilma: a por presidente que o Brasil já teve deveria atender a vontade de pelo menos 67% da população e renunciar. Inocente todos sabem que ela nunca foi, Desde a época que assaltava bancos e matava inocentes.

Anônimo disse...

Desde a época que assaltava bancos e matava inocentes.... DILMA NUNCA ASSALTOU UM BANCO OU ATIROU OU MATOU UMA PESSOA. NÃO EXISTE NENHUMA MENÇÃO A ISSO NOS PROCESSOS QUE SOFREU NA ÉPOCA DA DITADURA MILITAR. SE VOCÊ TEM ALGUMA PROVA DISSO APRESENTE, cite sua fonte SEU M.... SE NÃO TEM, COMO DIZ O MAURO SANTAYANA, PARE DE "LATIR DE OUVIDO".

Felipe Vargas Zillig disse...

Todas estas agressões tem a digital da cia dos eua
Como o psdb de SP desde o Governo Lula e Alencar representa os interesses destes e do capital internacional
A mídia tambem não é de direita como o psdb de serra e fhc em sua nascença e sim representante dos mesmos interesses
gilmar mendes não é de direita e sim representa e defende estes grupos no Judiciário como conduz apresentação e interpretação de leis em favor dos mesmos interesses
Ou seja o esquema que cooptou dilma e estrangeiros o pt não é da direita autêntica liberal Nacional e sim de uma estrutura muito maior que deveria ou legítima montada pela cia dos eua
Não é golpe e sim uma tática de guerra adotada pelos eua sob comando da cia e nsa contra o Brasil

Rodolfo Guerson disse...

Brilhante!! Como sempre.