2 de fev de 2012

A IBERIA, O CADE, A PRIVATIZAÇÃO DA TAP E O MERCADO BRASILEIRO DE TRANSPORTE AÉREO DE PASSAGEIROS


Sugere-se ao CADE, tão zeloso em controlar o fortalecimento de empresas brasileiras no exterior, como aconteceu, por exemplo, com a fusão entre a TAM e a LAN, e com os sócios brasileiros da Cimentos de Portugal, CIMPOR, igual atenção no avanço das grandes multinacionais sobre o mercado nacional. Este é o caso da provável compra, pela IBERIA e a British Airways, da portuguesa TAP, a ser fechada, segundo prevê a imprensa européia, ainda neste mês de janeiro de 2012.

A TAP domina hoje o tráfego de passageiros entre o Brasil e a Europa, com 74 vôos semanais entre Lisboa e o Brasil, ou mais de 30% do total, e a IBERIA controla 10%, com 27 vôos. Caso seja fechado o negócio da compra da TAP pela IBERIA, a companhia espanhola passará a dominar, sozinha, direta ou indiretamente, mais de 40% do tráfego internacional de passageiros entre o Brasil e o velho continente.


A imprensa espanhola já está dando como certo o negócio, e apresenta o mercado brasileiro como um verdadeiro filão, considerando-se a Copa do Mundo, as Olimpíadas e a expansão econômica do Brasil nos próximos anos, devido ao crescimento do mercado interno e à exploração do pré-sal:

http://www.capitalmadrid.com/2012/1/17/0000024008/portugal_convoca_la_privatizacion_de_tap_a_medida_de_su_rival_iberiabritish_airways.htm
l

Nenhum comentário: