26 de out de 2011

A QUEBRA DA ESPANHA E O RISCO SANTANDER

A imprensa internacional informa que o Banco Santander, do Sr. Emílio Botin - acusado, entre outros processos, com a cumplicidade de alguns familiares, de evasão de divisas e de manter, desde o franquismo, contas secretas na Suiça - está sob investigação das autoridades inglesas por ter efetuado empréstimos, não divulgados, de sua filial britânica à matriz espanhola.

Como o país de Cervantes está em crise profunda, a suspeita dos ingleses é a de que Botín esteja transferindo dinheiro de suas filiais do resto do mundo para a Espanha, mediante “empréstimos” intergrupo. Uma eventual quebra da matriz provocará a falência de suas filiais externas.

Embora Botin negue que isso ocorra e que “cada filial é responsável por sua capitalização e suas necessidades de financiamento”, descobriu-se que, nos últimos anos, milhões de euros foram transferidos do Santander da Grã Bretanha para a matriz espanhola, por meio de uma “divisão” pouco conhecida da filial inglesa, a Abbey National Treasury Services.

Os documentos mostram que a filial do Reino Unido “emprestou” mais de dois bilhões de libras esterlinas, o equivalente a dois bilhões e trezentos milhões de euros, à matriz espanhola, e que existem acordos de “financiamento” entre o Santander da Espanha e as filiais do grupo no Brasil e nos Estados Unidos.

Esse quadro é descrito por um analista do UBS AG, Alastair Ryan. Em entrevista ao Wall Street Journal, ele afirma ter havido significativo volume de livre movimento de capitais no interior do Santander recentemente.

Maiores informações sobre esse aspecto da atuação do Banco do Sr. Emilio Botín podem ser obtidas pela área de fiscalização do Banco Central do Brasil, junto à FSA (Financial Services Authority) inglesa.

Foi esse tipo de gente que deixaram entrar no Brasil na época do PROER.

Sequência atualizada deste tema, neste blog:

http://www.maurosantayana.com/2012/06/quebra-da-espanha-e-o-risco-santander-2.html

Este texto foi publicado tambpem nos seguintes sites:

http://gilsonsampaio.blogspot.com/2011/10/quebra-da-espanha-e-o-risco-santander.html

http://blogln.ning.com/profiles/blogs/a-quebra-da-espanha-e-o-risco-santander-mauro-santayana?xg_source=activity

http://noticia-final.blogspot.com/2011/10/quebra-da-espanha-e-o-risco-santander.html

7 comentários:

Anônimo disse...

Tenho conta neste banco, certamente terei que repensar, caso queira continuar investindo no mesmo. Sacanegem foi terem comprado o BANCO REAL que era um excelente banco.

Anônimo disse...

É incrivel como esse banco, com tantas maracutaias e comportamentos inidoneos no mercado internacional e brasileiro, consegue vencer mediante propinas os nos tribunais brasileiros.Desgraçou a vida de milhares de banespianos e seus familiares, tendo muitos deles mortos por desgosto, derrames e enfartos, sem contar os milhares que se encontram depressivos. Esse é o brasil que todos gostam de se estabelecer no País, pois é a praia dos corruptos.

Anônimo disse...

Tem razão o amigo acima. Ainda bem que a corrupção foi extinta!!

Anônimo disse...

E completando os comentários acima, e que o pior, seus funcionários de cargo hierárquico (Gerente Gerais, Regionais, Superintendentes, e outros) em sua maioria, são tão canalhas quanto o próprio dono do Banco, porque são eles que humilhão e prejudicam os funcionários abaixo deles.

Anônimo disse...

tudo o que alguem falar de ruim do bc santander com certeza não estara falando men a metade,sou funcionaria deste banco estou doente assim como muitos outros colegas estao, ser func desse banco é ser escravo ,sem direito a fazer uma refeição ,ir ao benheiro ,tomar agua não existe nada pior que o santander

Anônimo disse...

que blz, todo mundo é anônimo...

Anônimo disse...

eu tenho conta nele e um mes que atrazei a fatura por motimos medicos eles me raparam a conta e me deixaram sem um centavo no bolço tive que depender de amigos e familiares para dar continuidade ao meu tratamento por causa deles hj graças a Deus eu sai desta tranquera de banco