20 de fev de 2013

OS FATOS DE ONTEM


             (HD) - Duas notícias ocuparam os meios de comunicação ontem, e nessa ordem: a visita ao Brasil da dissidente cubana Yoani Sanchez, e o lançamento, pela presidente da República, do Programa Brasil sem Miséria.
             Comecemos pela que ocupa maior espaço, e com uma dúvida não só do colunista: quem está pagando pelo tour internacional da bloguista de Havana, que se diz perseguida em seu país? Não é, evidentemente, o governo cubano, atacado, todos os dias, pela dissidente. É estranha a situação da nova musa revolucionária do Caribe. Ela passou dois anos na Suíça, quando – segundo se sabe – só as pessoas de estrita confiança do governo cubano podiam deixar o país.
           Seria bom que ela revelasse como obteve o passaporte então. Como sabemos, Cuba é sempre um mistério. E no mistério cubano, é curiosa a situação dessa senhora que está zanzando pelo mundo, começando pelo Brasil, para denunciar o regime socialista em declínio na pátria de Maximo Gomez e José Marti.
           Enfim, dentro de alguns dias, a senhora Sanchez seguirá para a Espanha onde, naturalmente, receberá as devidas homenagens do ínclito Rajoy e do sábio e magnânimo monarca, Juan Carlos, de seus filhos e do genro metido em falcatruas.
           Cuba não é o melhor nem o pior país do mundo – mas seus líderes tiveram a coragem de enfrentar o poderoso vizinho e opressor histórico, com o apoio da maioria de seu povo. E coragem maior ainda de tentar criar uma sociedade sem ricos e sem pobres. Não conseguiram, e buscam reorganizar o país e o estado, depois do malogro. Seu projeto frustrou-se, mas os seus sacrifícios e o seu sonho devem ser respeitados.
           A outra notícia é mais importante. Estamos, no Brasil, buscando construir  sociedade igualitária, mediante os processos políticos e administrativos de uma república democrática. É ação coerente com o velho programa da social-democracia européia, de busca da igualdade sem prejuízo da liberdade, mediante a luta política; da revolução sem armas e sem a ditadura partidária sobre o Estado. Não inovamos em nada. O programa de inclusão social mediante subsídios do Estado aos mais pobres tem, entre outros precedentes, o do New Deal, de Roosevelt, que salvou a economia norte-americana durante a Grande Depressão e, em conseqüência, ajudou o mundo, no esforço de guerra, a livrar-se da peste do nazismo.
             Não devemos hostilizar a blogueira cubana. Ela tem o direito – e, como vemos, facilitado pelo governo de Havana – de exibir sua popularidade e gozar do aplauso dos setores da direita brasileira que, pelo que se informa, ajudam a subsidiar sua vida confortável em Cuba e no estrangeiro.

6 comentários:

Sonia Amorim/Abra a Boca, Cidadão! disse...

A blogueira cubana é autora de um livro editado pela Editora Contexto, do historiador Jaime Pinsky, de São Paulo. Ela também colabora com os jornais O Globo, Estadão e El País. Certamente de forma remunerada. A blogueira ganhou alguns prêmios internacionais, que incluem valores em dinheiro. Ela se veste de forma quase simplória e disse não se importar em dormir de forma desconfortável, até em "sofá", ao longo da viagem... Por que tanta implicância com uma simples cidadã cubana que, graças à internet, atingiu com o seu blog fama mundial? Por que ela incomoda a tantos jornalistas e blogueiros no Brasil?

Anônimo disse...

A coisa mais parecida com a comemoração dos dez anos do PT no governo, seria um baile de máscaras! Todos os presentes estavam com alguma máscara representando um personagem. A mulher do Lula por exemplo, representava a esposa feliz de um marido bem comportado que pretendia demonstrar que o episódio da Rosemary estava superado e de que tudo não passou de intriga política. O Lula não estava de máscara, ele não precisa, é o mestre dos disfarces! Personificava aquilo que os gregos denominavam de "persona" em suas peças teatrais ou a capacidade de representar vários personagens sob a mesma aparência. José Dirceu vestiu a máscara da "honra", do "injustiçado" que encontra em seu redil os que o reconhecem, não como um corrupto ou bandoleiro, mas como um grande líder político! Foi difícil para José Genuíno escolher a máscara. Ele não sabia se ia com cara de coitadinho, com a cara de pobrezinho que não roubou nada e continua pobre ou com a cara daquele que ainda representava alguma coisa. Acabou se lambuzando todo! João Paulo Cunha não teve dúvidas, foi com a máscara do bobo da corte, isto é, a máscara daqueles que acham tudo muito bonito! E a Dilma? Ah a Dilma! A Dilma usou várias máscaras durante o baile. A primeira foi a de Presidente da República, muito séria e circunspecta, aquela que ela coloca quando quer demonstrar que é contra a corrupção. Depois, no decorrer da festa e à medida que encontrava velhos comparsas que diziam, "deixa pra lá Dilma, estamos entre amigos dividindo o butim!", ficou sem máscara! O restante dos convivas sabiam como se comportar, usaram e trocaram muitas máscaras, bateram palmas nas horas certas e se mostraram "dispostos a novas lutas na manutenção do poder", afinal era o emprego deles que estava em jogo! Mas um dos convidados sentado atrás da Dilma, exibia uma máscara que deu inveja a todos! Era entalhada na madeira, a de cara de pau! Refiro-me a Carlos Lupi, um dos seis (6) ministros exonerados por corrupção, mas que estava no baile para comprovar que a verdade é a mentira e que a mentira é a verdade nesta nação! Enfim, o baile de máscaras do PT foi impecável, todos escondiam suas verdadeiras faces para enganarem o povão!
Eugênio José Alati, e-mail: eugeniojosealati@yahoo.com.br
Em tempo I: : os índices de popularidade da Dilma começarão a cair! Mais, muito mais do que isso, o seu governo será péssimo a tal ponto que sequer será candidata! Então, o Lula reaparecerá como a grande opção e ele já sabe disso!
Em tempo II: quando assisti às manifestações de hostilidades contra Yoani Sánchez, me lembrei de Roberto Campos! Ele dizia com absoluta razão: "a esquerda é burra!" Na verdade, os esquerdistas acabaram por provocar a maior audiência à blogueira! Então, quando alguém falar "comunista burro" será um pleonasmo!
Em tempo III: a tragédia das drogas que estamos vivendo permitem três conclusões: 1ª- as drogas entram no Brasil através de suas fronteiras. 2ª- o responsável por nossas fronteiras é a chefe do Governo Federal. 3ª- portanto, a mãe do PAC é a madrasta de todos os drogados deste país!
Em tempo IV: no princípio, consultava os comentários sobre os textos. Desisti, devido à ignorância com que o fazem. Caso algum petista educado, com argumentos e que não seja "lelé da cuca" desejar refutar minha opinião tem à sua disposição o meu e-mail. Obrigado.

Emigrantino disse...

Según informa la prensa argentina del día 21.02.2013, la blogera cubana Yoani Sánchez , obtuvo un visado para visitar Argentina hacia dónde viajará al terminar su estadía en Brasil. Al igual que lo hizo en Brasil, ella se mostrará a favor de que se levante el bloqueo a la isla. Viéndolo así, es posible que su viaje sea de provecho para los cubanos insulanos y para los continentales también. Emigrantino

Adriano disse...

Bom dia, Mauro!

Eis a notícia sobre a citação de Cristina, esposa de Inaki Urdangarin, no caso de uma fraude milionária:

http://www.dailymail.co.uk/news/article-2283249/King-Spains-daughter-named-suspect-multimillion-euro-fraud-case-husband-faces-court-quiz.html

Mando neste comentário porque não achei o atalho para envio de email para você.

Abraços.

Adriano.

Mauro Santayana disse...

obrigado pelo link, Adriano.

Anônimo disse...

È uma pena que o FHC e o Serra não possam fazer um baile de máscaras também, porque não tem nada a comemorar, nenhum número para mostrar de positivo de seu governo. Mas não precisam fazer isso. A boca de mochila de um, e a desfaçatez do outro, fingindo ignorar as denúncias do livro "A Privataria Tucana", valem por um carnaval inteiro.